Tailândia tem quatro empresas das piores em segurança da aviação no mundo


Classificação publicada no AirlineRatings.com, em sua pesquisa anual com as principais companhias do mundo, relacionou mais de 400 empresas aéreas de acordo com vários fatores que determinam a segurança na aviação. A classificação seguia o critério de distribuição de estrelas sendo de uma a sete.

Na lista das piores empresas em segurança da aviação, aprecem quatro empresas tailandesas, Nok Air, Thai AirAsia, Bangkok Airways e Orient Thai Airlines, somando-se a mais 46 companhias que receberam apenas três estrelas ou menos. Por esta razão, no início do ano passado, a ICAO – Organização da Aviação Civil Internacional, incluiu todas as companhias aéreas tailandesas sob ‘medidas especiais’ induzindo assim a Coreia do Sul e Japão a bloquear novos voos para as suas margens dessas companhias. Completando a lista das piores, 10 transportadoras oriundas do Nepal e Indonésia, foram agraciadas com apenas uma estrela.

Segundo a publicação as classificações são determinadas por múltiplos indicadores, incluindo colisão e aterramento registros, se a companhia aérea é certificada pela IATA – International Air Transport Association, se a companhia aérea está em uma lista negra da União Europeia e se a companhia opera apenas aviões fabricados na Rússia.

clickfato-AvioesBrasileiros

No rol das melhores, 148 companhias receberam sete estrelas, entre elas a australiana ‘Quantas’ que subiu ao topo do pódio pela terceiro ano consecutivo, sendo a empresa mais segura para viajar no planeta. As companhias brasileiras estão com boa classificação. TAM e Gol ganharam seis estrelas, já a Passaredo, Azul e Avianca tiveram melhor colocação com sete estrelas.


Sobre o autor

Claudê Lopes