Saiba se a droga já tomou conta de sua vida. Por: Fantine Ventura


fantine-psicologa2

Saiba se a droga já tomou conta de sua vida.

 A adicção (dependência química) é uma doença incurável, porém tratável. Infelizmente muitas pessoas que fazem o uso das drogas tanto licitas, quanto ilícitas não percebem ou não admitem para si mesmo que estão doentes. Muitos usam a desculpa e enganam a si mesmos dizendo “eu tenho o controle… paro quando quiser”, porém, isso é um engano, e indica que estão na negação. A droga passa a tomar conta de seu self (eu) e de suas vidas e da vida de seus familiares.

Além disso, o adicto começa a não ter mais os valores humanos, éticos e comprometem as relações pessoais, regido por grave individualismo e egocentrismo.

A família fica fragilizada e também adoece, anulam-se e vivem em prol apenas do usuário. Este é um problema social antigo (drogadição), porém, seu conhecimento é novo (enquanto doença). Portanto, nossa política e recursos, em relação a este problema, ainda são precários, incluindo as instituições escolares que ainda não sabem como enfrentar esta realidade.

A droga é insinuante, sedutora e ousada, não respeita fronteiras ou classes sociais.

Para que a pessoa entenda e saiba se faz parte desse mundo tão sombrio, é necessário entrar em contato consigo mesmo e seus próprios sentimentos, e perceber se: – Está pensando obsessivamente sobre a droga que usa, ou sobre as ocasiões de usá-las; um amigo ou um familiar mostrou-se preocupado com o seu comportamento; seu estado de humor está subindo ou descendo sem controle e sem razão aparente; de vez em quando pensa que, talvez, seja um dependente. Ao pensar sobre essas reflexões é possível distinguir e verificar que possivelmente já tenha perdido o controle sobre o uso das drogas. Responda o questionário e perceba se a droga já tomou conta de sua vida:

1. Usa drogas sozinho?

2. Já trocou uma droga por outra, pensando que uma droga particular era o problema?

3. Você manipulou ou mentiu para um médico para conseguir uma receita de medicamentos?

4. Alguma vez roubou droga ou dinheiro ou objetos para conseguir drogas?

5. Usa drogas regularmente quando acorda de manhã ou quando vai dormir?

6. Alguma vez usou uma droga para rebater o efeito de outra droga?

7. Você evita pessoas ou lugares que não aprovam o seu uso de drogas?

8. Alguma vez usou uma droga sem saber o que era ou o que faria com você?

9. Seu desempenho na escola ou no trabalho diminuiu por causa dos efeitos da droga?

10. Já foi preso alguma vez por causa do porte ou uso de drogas?

11. Já mentiu alguma vez sobre o que e quando usou?

12. Coloca a compra de drogas à frente de seus compromissos financeiros?

13. Já tentou controlar ou parar com o uso de drogas alguma vez?

14. Já esteve preso, hospitalizado ou em um centro de recuperação por causa do uso da droga?

15. O uso interfere em seu sono ou em sua alimentação?

16. A idéia de ficar sem drogas deixa-o aterrorizado?

17. Sente que é impossível viver sem drogas?

18. Alguma vez já duvidou de sua sanidade?

19. O seu uso de drogas torna sua vida em casa infeliz?

20. Alguma vez já pensou que não se adaptava em um ambiente ou não se divertiria sem usar drogas?

21. Já se sentiu na defensiva, culpado ou envergonhado sobre o seu uso?

22. Pensa muito na droga?

23. Tem sido irracional ou tem medos indefinidos?

24. O seu uso tem afetado seu relacionamento sexual?

25. Alguma vez usou drogas que não eram de sua preferência?

26. Alguma vez usou drogas por causa de dor emocional ou estresse?

27. Já sofreu de overdose com qualquer droga?

28. Continua usando apesar das consequências negativas?

29. Pensa que pode ter um problema com droga?

(Fonte do questionário: Clínica Vitória Centro de Recuperação de Farmacodependência).

Essas questões, se respondidas honestamente, poderão mostrar como o uso da droga deixou sua vida sem controle. No entanto, não será a quantidade de resposta positiva que dirá se é ou não um dependente químico, mas sim, como se sente e como a droga afeta ou afetou sua vida. Admitindo para si mesmo que tem um problema e é impotente perante a droga.

Portanto, pense, reflita e olhe dentro de si mesmo que encontrará a resposta de todos os enigmas.


Mauro Tajra

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.

Sobre o autor

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.