Rock in Rio 2013 começa com pop rock


beyonce-rock-in-rio21

O começo do Rock in Rio 2013 não foi muito diferente se comparado ao da edição de 2011. O festival teve início com um dia mais pop do que rock e a estrela mundial Beyoncé fechou a noite dançando Lek Lek.

 

David Guetta, primeiro DJ no palco principal do festival no Brasil, transformou a Cidade do Rock na “maior balada do mundo”, o set do francês empolgou.

 

Na homenagem para Cazuza, houve discurso de Rogério Flausino, exaltando a obra do falecido cantor. O tributo também teve o maior figura da noite: Ney Matogrosso em performance digna de um megafestival.

 

E um encontro que fez valer a proposta de misturas, com o quarteto americano Living Colour acompanhado da cantora Angélique Kidjó. A revelação veio do Sunset, o rapper mineiro Renegado abriu bem o festival.

 

O show de Ivete agradou fãs ortodoxos do pop, marmanjos, gays, jovens e senhoras logo na terceira música, “Arerê”. “Eu queria entender por que eu sinto essas coisas dentro de mim. Sou uma cantora brasileira sendo aplaudida no meu país”, disse, após encarar o público por alguns segundos, emocionada. “Eu amo esse país.

ivete-sangalo-rock-in-rio3

Em meio à micareta em que se transformou a Cidade do Rock, Ivete também fez uma versão para “Love of My Life”, do Queen, e foi recebida com coros de “é a melhor do Brasil”. Ela agradeceu por estar mais uma vez no festival é a sua oitava participação no evento, entre shows no Brasil, Lisboa e Madri.  Foram 15 mil pessoas a menos do que a edição passada, por opção da organização.


Will Macambira

Repórter | Editoria de Aviação, Música

Sobre o autor

Will Macambira

Repórter | Editoria de Aviação, Música