Regra que afasta candidato escolhido em convenção partidária de programas de rádio e TV está em vigor


urna-eletronica-home-620-size-598

Os candidatos escolhidos em convenção partidária estão proibidos de apresentar ou comentar em programas de Rádio e Televisão. A regra passou a valer na terça-feira, dia 10, e é válida em todo o Brasil. As convenções devem ser realizadas até o dia 30 de junho e a emissora que descumprir a lei pode receber uma multa pesada.
Os programas de rádio e televisão apresentados ou comentados por indivíduos que se tornarem candidatos após a escolha de seu nome em convenção ficam impedidos de ser transmitidos a partir do resultado da convenção. A origem da proibição é no sentido de preservar a igualdade de condições entre todos os candidatos em disputa, vez que aqueles em constante exibição nos meios de comunicação de massa poderiam, por este motivo, ser beneficiados com o destaque.

Em caso de desobediência, deve ser aplicada multa à emissora infratora no valor de 20.000 a 100.000 UFIR. Além disso, os registros destes candidatos podem ser negados ou cancelados, se já deferidos.


Mauro Tajra

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.

Sobre o autor

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.