Marta Suplicy é condenada e tem direitos políticos cassados por 3 anos


martasuplicy

A atual ministra da Cultura, e ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, foi condenada por improbidade administrativa pela Justiça de São Paulo por atos à frente da prefeitura no período de 2001 a 2005.

 

Marta Suplicy foi condenada a pagar multa no valor de cinco vezes o que ela recebia de remuneração no período em que foi prefeita, além da suspensão dos seus direitos políticos por três anos.

 

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público, Marta Suplicy contratou sem licitação, em 2002, a ONG GTPOS (Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual) para desenvolver ações sobre planejamento familiar, métodos contraceptivos e sexualidade para os moradores das subprefeituras de Cidade Ademar e Cidade Tiradentes.

 

O juiz, Alexandre Jorge Carneiro da Cunha Filho, da 1ª Vara da Fazenda Pública da capital paulista, afirma que os documentos apresentados comprovam que a “contratação ilícita levou ao favorecimento da entidade, que, em sua origem, teve relações estreitas com a chefe do Executivo local”. Marta Suplicy foi sócia-fundadora da ONG.

 

G1


Will Macambira

Repórter | Editoria de Aviação, Música

Sobre o autor

Will Macambira

Repórter | Editoria de Aviação, Música