Luciana Zogbi lança “Down by the River”


O dom do artista é transformar tudo em beleza. Com seu terceiro trabalho, o single “Down by the River”, Luciana Zogbi entra para a categoria definitiva de grande artista, ao transformar um dos mais belos e trágicos mitos gregos em uma canção à altura em encanto.
O mito é do barqueiro de Hades, Caronte, que transportava os mortos pelo rio que os separava dos vivos e recebia ao final uma moeda, depositada na boca do falecido. Se não houvesse o pagamento, o morto era condenado a permanecer um século às margens do rio. Caronte é personagem da “Divina Comédia”, de Dante Alighieri.
Luciana ficou impressionada com a história durante visita a um museu grego, e questionou a sí mesma: E se fosse de certo modo bom permanecer um século à margem do rio, down by the river?
A música veio como uma descarga de inspiração mística, em texto e arranjos. O argumento da letra é tão rico e irônico que a melodia que ela compôs no violão era suficiente para sustentar a base harmônica. Ou seja, não carregar nos arranjos para que a melodia, texto e vocal ficassem onde merecem, em primeiríssimo plano.
E, diferente do que se espera – um resultado introspectivo e reflexivo, dada a temática-, Luciana teceu uma canção solar, com acordes maiores, modus otimista, upbeat.
O resultado é uma sonoridade mais parecida com a que ela trazia em seus primeiros trabalhos, quase folk com flerte com pop.
O vocal de Luciana igualmente ganha destaque merecido na sonoridade mais nua de “Down by the River”, e modula por extensões incríveis, principalmente no pré-refrão e na explosão sonora quando este chega.
Criação de música bonita é uma constante na carreira da cantora e compositora. Ela explodiu no palco da Internet, com vídeos no YouTube – seu canal tem mais de 2 milhões de fãs; seu Facebook, 700 mil, e o Instagram, 330 mil.

Apenas o vídeo do cover de “All of Me”, de John Legend, tem quase 90 milhões de views. Ela pulou para o primeiro trabalho autoral, o single “Could We Be”.
Sob empresariamento da MAB Produções Artísticas, de Suely Carvalho, cresceu em rodagem e abriu novos horizontes.
Verteu para uma pegada voltada à infância que passou na Bahia, com a percussiva e dona de arranjos eletrônicos “Where We Belong” e agora assume o volante novamente de um veículo mais orgânico e puro, onde a música preenche o silêncio com menos elementos. No caso de “Down by the River”, a equação em que menos é mais faz todo sentido com beleza máxima. Confira o clipe!


Claudiana Rosário

Claudiana Rosário

Jornalista e assessora de imprensa.

Sobre o autor

Claudiana Rosário

Jornalista e assessora de imprensa.