Evitando Jair Bolsonaro, Jean Wyllys trocar de assento em avião


Domingo o programa Conexão Repórter apresentado por Roberto Cabrini exibiu “As Raízes da Homofobia” que destaca principalmente o conflito de ideologias entre os deputados federais Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Jean Wyllys (PSOL-RJ).

Nesta terça-feira (7), parece que uma parte do programa voltou a ser contada, só que os dois personagens se encontrando, o que não acontece no congresso. Bolsonaro se diz vítima de heterofobia após Jean Wyllys trocar de assento em avião, em vídeo gravado e publicado pelo próprio Bolsonaro que fez questão de mostrar cartão de embarque e a poltrona.

O avião partiu do aeroporto Santos Dumont, no Rio, para Brasília, quando Bolsonaro chegou para ocupar sua poltrona, o parlamentar disse: “Jean Wyllys tô do teu lado ai…” ao perceber quem seria seu vizinho de assento, Jean Wyllys se levantou e trocou de acento.

Bolsonaro classificou a atitude do colega de Parlamento como uma “clara demonstração de intolerância, preconceito, discriminação e heterofobia”. Ele ainda aproveitou para alfinetar o projeto de lei que criminaliza a homofobia e tramita no Senado. “Se fosse eu quem tivesse praticado tal atitude, pelo PLC 122/2006 (Senado), que criminaliza a homofobia, estaria sujeito à pena de 1 a 3 anos de reclusão, além da perda do mandato”, escreveu.


Sobre o autor

Claudê Lopes