Agência produz reportagem em quadrinhos


reportagem_meninasemjogo------apublica

A exploração sexual de meninas no Ceará e o impacto da Copa do Mundo em relação ao problema foram temas de reportagem para a Agência Pública.

A produção adotou um modelo inédito produzido pela agência. Assinado pelo quadrinista Alexandre De Maio e pela repórter Andrea Dip, foi dividida em cinco capítulos e escrita em quadrinhos. O projeto foi premiado pelo Prêmio Tim Lopes de Jornalismo.

A equipe de reportagem percorreu quilômetros de estradas, visitando Fortaleza, Canoa Quebrada e São Gonçalo do Amarante, e apurou como funciona a rede de exploração, que envolve menores de idade e estrangeiros.

Os textos apresentam relatos de especialistas, fontes oficiais, moradores, meninas abrigadas, mulheres adultas em situação de prostituição, contextualização da situação no Ceará e trechos em primeira pessoa, com a visão dos jornalistas em relação à apuração e situação do local. O resultado revela, segundo a agência, “a existência de uma grande teia de exploração sexual de meninas, além do registro do despreparo e a falta de estrutura dos órgãos oficiais para lidar com a ameaça de abuso sexual”.

A reportagem pode ser lida no site da Agência Pública.


Mauro Tajra

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.

Sobre o autor

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.