Grupo da reforma política estuda propor mandato de 5 anos


congresso_nacional_noturno

Além de maiores mandatos, deputados podem pedir unificação de eleições e fim da reeleição para prefeitos, governadores e presidente

O grupo de trabalho da Câmara que estuda propostas para a Reforma Política deu posição favorável à duração de cinco anos para os mandatos de todos os cargos eletivos no Brasil (exceto senadores) a partir de 2018, em reunião realizada hoje (12). Além da mudança no tempo de mandato, os deputados propõe o fim da reeleição de para cargos do executivo (prefeitos, governadores e presidente). Ainda não há consenso sobre a duração do mandato de senadores, se seria de cinco ou dez anos.

As eleições aconteceriam de cinco a cinco anos, de forma unificada em uma única data, para todos os cargos serão realizadas em uma única data, a cada cinco anos.

O grupo que estuda propostas para reforma política na Câmara foi criado em julho para propor uma alternativa à sugestão de plebiscito sobre a reforma política proposta pela presidente Dilma Rousseff em resposta às manifestações populares iniciadas em junho.

O grupo decidiu que não discutirá nenhuma proposta de mudança para entrar em vigor nas eleições de 2014. O colegiado deverá apresentar um relatório geral em 30 de setembro e encerrar suas atividades no dia 17 de outubro.


Mauro Tajra

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.

Sobre o autor

Mauro Tajra

Jornalista e Radialista. Editor do site Click Fato.